Escravo dos seus desejos: Desejo Sexual Hiperativo

Escravo dos seus desejos: Desejo Sexual Hiperativo

 

Você vê sexo em todas as coisas? Em um pedaço de pau na rua, comendo uma maçã, quando vê um ‘rabo de saia’ andando pelo trabalho, pensando em acompanhantes de luxo, na garçonete que te serve, na sua babá, ou até mesmo na gari pela rua? Talvez você tenha Desejo Sexual Hiperativo (DSH), ou seja, desejo em excesso, em demasia. Você pode estar se perguntando agora: Será que sou um hiperativo sexual, um erotomaníaco, ou até mesmo um ninfomaníaco? Todos esses termos são usados para indicar um exagero do desejo sexual por parte do homem ou da mulher, respectivamente.

Como ele se manifesta?

O indivíduo apresenta um nível elevado de desejo, algo totalmente fora do controle, a ponto que ele deixa às vezes de cumprir suas atividades básicas e rotineiras para gozar e ser feliz, literalmente. Só que ele vai atrás, no pensamento de se satisfazer, o que é impossível, porque um Hiperativo Sexual nunca se satisfaz, ele é assustadoramente insaciável. Ele chega a se engajar até em atividades que podem fazer com que ele perca seus relacionamentos, seu emprego, entre outras coisas, podendo até ficar depressivo quando não consegue se aliviar tanto. Isso inclui culpa, ansiedade pré-atividade sexual e até riscos para a saúde em virtude dos inúmeros parceiros sexuais até sem camisinha que um Hiperativo Sexual possui.

O que causa?

O Desejo Sexual Hiperativo pode originar de diferentes causa, é considerado uma síndrome. Por vezes é visto como uma dependência, comparado ao drogado e tudo, pode ser um problema no comportamento, algum trauma de infância, muita repressão, um tranquilizantes das dores, das angústias da vida... é muito relativo e só há como sabermos quando é feita uma análise no doente.

E o tratamento?

Geralmente esse tipo de transtorno é trabalhado com um terapeuta sexual (Sexólogo), ou até mesmo com o Psiquiatra, em casos mais graves, onde serão indicados remédios controlados. Em casos mais graves onde a compulsão colocam as pessoas em risco (abuso sexual ou estupro), pode-se também fazer tratamento à base de hormônios, para inibir o desejo sexual. Não é brincadeira não galera!

Newsletter Brasil Lovers

Cadastre-se e seja o primeiro a saber sobre nossas novidades.

Brasillovers Nas Redes