Mulher na cama com homem
Casa, descasa, namora , trái, desiste de tentar, desama, nunca ama...É o descaso com o afeto, é o acaso, é apreço pelo não compromisso, pelo sucesso da independência, sinal dos tempos! O sexo é a chave para o sucesso e isso não tem e nem nunca teve a ver com compromisso. Isso é a evolução das relações humanas que sempre colocaram no amor, ou no pseudoamor, o sucesso do sexo e suas variáveis. Eram tempos aonde as acompanhantes de luxo, profissionais do sexo, amantes da libertinagem não se posicionavam na sociedade por serem “aversas” ao amor, não fazem parte da família tradicional. E falharam. Os métodos tradicionais de fazer pessoas felizes falharam. Os relacionamentos ditos descartáveis são a verdade sobre a humanidade. Não é preciso olhar torto para quem acha isso natural, afinal, muitos adorariam se libertar, mas ainda se mantém presos aos velhos costumes, mesmo fazendo das suas vidas o enredo perfeito de um cabaré frances. Afinal, quem pode julgar? Esses ainda tentam manter aparências, mas não têm um relacionamento de mais de seis meses. Esses valorizam dias sem nenhum tipo de compromisso com ninguém, a não ser com seu próprio prazer.

O sexo pelo sexo é o que de mais humano há!

Então o que mais podemos tirar de lição dos tempos “vazios”? Bem, que de vazios não têm nada. As pessoas continuam transando e muito, só que não se escondem no véu da hipocrisia, preferem assumir que querem sexo e apenas isso. Ai é que cidades como Brasília são muito bem vistas. As acompanhantes de Brasília existem para uma sociedade que se estabiliza na busca pela vida repleta de sexo e prazeres, estes que vão muito além da cama. Não criar raízes é o que de mais tradicional há neste início de século XXI, aonde a busca pela carreira, sucesso é visto como evolução pessoal e não egoísmo, palavra que dia a dia tem perdido seu sentido real e conotação pejorativa. As pessoas estão assumindo que é isso que sempre pensaram. Desde o início dos tempos. A vida não é pensar em no outro. Ela acontece primeiro em você e depois no outro. Essa é a verdade. Portanto, quem quer gozar? Você, não é mesmo?

Newsletter Brasil Lovers

Cadastre-se e seja o primeiro a saber sobre nossas novidades.

Brasillovers Nas Redes

Destaques

  • Padrão
  • Nome
  • Data
  • Aleatório