‘Prostituta feliz’, ‘sem vergonha, garota’

‘Prostituta feliz’, ‘sem vergonha, garota’. Uma grande ilusão de que a exceção, como se referem alguns a nós, pode fazer suas escolhas e exercer seu livre arbítrio. Parece que a sociedade não vai abandonar nunca essa velha hipocrisia. A procura pelo serviço de companhantes é diária, é constante, mas não pode sair a nosso respeito nem campanhas, nem fotos, nem comentários, que é polêmica geral, notória, discriminação afiada e sagaz. A campanha tão polêmica, veiculada nas redes sociais, lançada mês passado, (4/6), tinha o objetivo de reduzir o estigma em torno das profissionais do sexo, associadas a doenças Sexualmente Transmissíveis (DST). O intuito da campanha precisa ficar claro. Estava apenas em pauta ainda, mas foi recusada pelo Ministério da Saúde, custando o cargo do diretor do Departamento de DST, Dirceu Greco. É Dirceu, uma bela tentativa de tirar essa associação errônea das pessoas em relação às acompanhantes, no que se trata de doenças. Nós entendemos a sua tentativa.

Muitas pessoas pensam que a acompanhante está sempre mais exposta a doenças do tipo, do que qualquer outra pessoa, o que é uma grande verdade, mas queridos leitores, a acompanhante de hoje, me refiro às de classe, se cuidam em sua grande maioria, se previnem, são limpas, saudáveis e gostosas, além de cheirosas e saradas, muito mais do que muitas mulheres ‘de família’ por aí. Segundo pesquisas do Departamento de DST do próprio Ministério da Saúde, o maior índice de Doenças Sexualmente Transmissíveis em Brasília hoje, está na região do Lago Sul e Lago Norte, ou seja... Entre os jovens de sexo regado a bebida, farrinha e muito luxo, jovens que não se preocupam e se prevenir porque a ‘fulana de tal é filhinha de fulano milionário’, ou ‘fulano de tal é tão lindo e aparentemente tão saudável, além de ser filho de cicrano’. Está entre os jovens ricos, de famílias conceituadas, organizadas, estruturadas e respeitadas. É lá que o maior índice de DTS de Brasília está instalado. Tire da sua cabecinha que a acompanhante de luxo é aquela de outrora, que não tinha o recurso da camisinha para usar e batia ponto na esquina. Os tempos mudaram queridos, hoje só não se cuida quem realmente não merece estar vivo.


‘Prostituta/Acompanhante feliz’ faz diretor do Ministério da Saúde perder o cargo - Autora: Acompanhante SOL

Newsletter Brasil Lovers

Cadastre-se e seja o primeiro a saber sobre nossas novidades.

Brasillovers Nas Redes